2.17.2013

Se me esfolassem agora


Se me esfolassem agora
encontrariam o teu nome
colado num dos meus ossos.

De mim continuariam a nada entender.
Quanto a mim, sei que sou teu.

Manuel Cintra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário