11.01.2010

o africano que passou pela minha rua


ia a por o lixo, quando vi o arco-íris. larguei os sacos e corri desalmadamente para ir buscar a máquina. por aqui não se vêm muitos arco-íris, ou pelo menos, eu não os vejo. este homem, pediu-me para lhe tirar uma foto. sim, é daqueles que vende pulseiras com motivos africanos às pessoas. pouco falava o português, mas percebia-se. 'está a chover muito, como queres vender alguma coisa? não há ninguém na rua' disse eu. 'pois, mas eu vender em café'. 'ahh bom' e sorri. ainda lhe tirei outra foto, desta vez da cara. ele perguntou-me a idade, pergunta à qual lhe respondi honestamente 'quinze'. não me recordo bem, mas sei que ele disse que para a semana vinha-me cá pedir a foto. eu disse que sim. 'dou-te a foto e tu dás-me uma pulseira, pode ser?' ...'sim, eu já tinha pensado nisso'. e desapareceu na curva da minha rua.


4 comentários:

  1. sem dúvida uma troca directa.Kis :)

    ResponderExcluir
  2. Isto lembra me as senhoras idosas da terra dos meus pais...também me pediam para tirar lhes fotos, mas nao me davam pulseiras em troca ....

    ResponderExcluir
  3. voltei fiz-me tua (per)seguidora. kis :):)

    ResponderExcluir
  4. afinal deu foguetes antes do arraial. nao consigo diz qualquer coisa como : lamentamos mas de momento...bla bla bla

    ResponderExcluir