10.30.2012

ENGENHARIA AGRONÓMICA (AGRICULTURE)



EngALicenciatura em ENGENHARIA AGRONÓMICA (Agriculture Degree)
Os licenciados em Engenharia Agronómica pelo ISA deverão, ao fim do 1º ciclo de estudos de 180 créditos apresentado, possuir um conjunto de competências específicas que permitam programar, coordenar e executar as actividades de produção agrícola ao nível da exploração agrícola de forma a assegurar a quantidade e qualidade da produção, a higiene e segurança no trabalho, a preservação do meio ambiente e a segurança alimentar dos consumidores; programar, coordenar e executar as actividades de apoio ou suporte à produção agrícola ao nível de empresas prestadoras de serviços ou fornecedoras de factores de produção para a agricultura.
Estes licenciados poderão exercer a sua profissão em explorações agrícolas públicas e privadas, agrupamentos de produtores e outras associações agro-pecuárias, empresas de serviços, ou como trabalhadores independentes podendo o trabalho ser executado no campo ou nas instalações produtivas (estufas, vacarias, suiniculturas, aviários, etc.), com deslocações frequentes ao gabinete. As suas actividades potenciais incluem:
  • A condução e execução do plano anual de exploração e do plano operacional, tendo em conta as condições edafo-climáticas, estruturais e de contexto da exploração agrícola;
  • A coordenação e organização dos recursos tendo em vista a concretização oportuna e eficiente do plano de operações;
  • A participação na gestão dos recursos humanos, nomeadamente no estabelecimento de critérios de recrutamento, selecção e avaliação do desempenho;
  • O controlo do cumprimento dos métodos, das técnicas, dos prazos e dos custos de execução das actividades realizadas;
  • O cumprimento e a exigência de que outros cumpram as medidas de controlo de qualidade e de segurança e a qualidade/higiene dos produtos produzidos (certificação, marcas, etc.);
  • Controlo dos fluxos/circuitos dos produtos/factores destinados à comercialização (armazenagem, conservação, acondicionamento e transporte) tendo em conta as necessidades dos clientes e as normas técnicas e administrativas nacionais e comunitárias;
  • A colaboração no processo de controlo e manutenção e reparação de máquinas e equipamentos agrícolas;
  • A exploração das potencialidades das Tecnologias de Informação, nomeadamente software específico e da Internet, de forma melhorar a eficiência dos processos produtivos e a inserção nos mercados;
  • O estabelecimento de relações de parceria e cooperação com outros produtores e com as organizações de mercado, de forma a baixar os custos, valorizar os produtos e melhorar/adaptar os processos produtivos;
  • A execução dos registos técnicos, produtivos, administrativos e contabilísticos da exploração/organização/empresa com o objectivo de disponibilizar informação de gestão

Nenhum comentário:

Postar um comentário